Financiamento de moto pela Caixa Econômica

Financiar uma moto pode ser mais complicado do que parece, porque é um bem de valor, digamos, “intermediário”: não é caro como um apartamento, onde você está preparado para se submeter a um parcelamento que pode durar mais de dez anos, mas também não é barato o suficiente para a maioria das pessoas comprar à vista.

Na Caixa Econômica, existe um financiamento na medida para quem quer adquirir uma moto: é o CDC (Crédito Direto ao Consumidor) Automático. O que o faz ser ideal para quem quer uma moto é a limitação do valor: vai de R$ 300, A R$ 10.000, preço dentro do qual se enquadram a maioria das motocicletas, e tem prazo máximo de 36 meses. Ninguém deseja, afinal, ficar pagando a parcela de uma moto por mais de três anos.

A Caixa oferece um Simulador via internet para o CDC automático. Primeira grande vantagem: eles deixam você escolher exatamente o dia do mês, periódico, em que quer fazer o pagamento. Assim, pode optar por pagar a prestação da moto junto com suas outras contas, se achar viável, ou esperar uma semana ou duas para pagar quando o orçamento não estiver tão apertado.

No simulador, você informa pouquíssimas coisas: o dia do mês em que deseja pagar, o valor do bem (no caso, a moto), e o banco imediatamente lhe dá as opções de pagar de uma até 36 parcelas, com o valor de cada uma já calculado. Você escolhe sua opção, e o banco fornece todos os dados sobre como o financiamento pode ser feito. A taxa de juros não é mensal, como na maioria dos bancos, e sim anual: 75,12%. Com isso (para dar um exemplo), se você financiar uma moto no valor máximo, R$ 10.000, e pagar no maior número possível de prestações (36), dará uma parcela mensal de R$ 618,05. Somadas, todas elas dão R$ 22.249,80.

01 Comentário

  • 18/5/2011 - 15:22 cassio

    acho que vou juntar um pouquinho mais de dinheiro
    para mim comprar minha moto.

    responder

Deixe seu comentário