Taxa de juros para financiamento de moto

Financiar uma moto tem algumas variações entre um banco e outro, mas há certos pontos em comum a todos. Primeiro, o número máximo de parcelas permitidas raramente ultrapassa 36 (3 anos), já que a moto é um bem de menor valor que um carro. Apenas como exemplo: se você financiar uma moto no valor de R$ 10.000 no Bradesco e escolher pagar em 36 vezes, cada parcela fica em R$ 374,74. Poucos bancos operam com parcelas menores que esse valor, daí a necessidade de se impor esse limite.

Ainda usando este exemplo do Bradesco, a opção é o CDC para motos. Você pode fazer um simulador pelo site do banco. A taxa de juros para este caso é de 4.05% ao mês. Tal percentual é fixo e perdura por todos os três anos de financiamento, no caso.

Se você escolher financiar pela Caixa Econômica, por exemplo, o funcionamento é um pouco diferente. Primeiro, você verá no site do banco a opção de financiamento de veículos, mas essa não é a indicada para motos. Escolha a opção CDC, Crédito Direto Caixa (que funciona da mesma forma que o Crédito Direto ao Consumidor). A comparação dos juros com outros bancos fica mais complicada, porque é anual, ao invés de mensal. A taxa anual é 75,12%. Por mês, isso resulta em R$ 618,05 usando as mesmas condições do Bradesco (moto de 10 mil reais parcelada em 36 vezes). A vantagem da Caixa é que você escolhe o dia do mês em que quer pagar a parcela, assim pode evitar que coincida com suas outras contas.

01 Comentário

Deixe seu comentário